Não precisa ficar na vontade

Variar os alimentos sem exagerar na quantidade, é a melhor opção, para não passar vontade.

Segredo é manter o controle. Não precisa ficar na vontade. Especialistas dão dicas para os diabéticos poderem saborear as ceias de Natal e réveillon.

As ceias de fim de ano são um convite tentador para meter o pé na jaca e comer além da conta.

Geralmente, esta época é um tormento para quem tem restrições alimentares, como os diabéticos. Mas é possível aproveitar as delícias postas à mesa, desde que se mantenha o controle.

Segundo Tarissa Petry, endocrinologista do Centro Especializado de Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, o que mais impacta na glicemia é a quantidade de carboidrato ingerida e não somente o tipo.

— Nenhum alimento deve ser consumido em excesso. Por isso, variar os alimentos sem exagerar na quantidade é a melhor opção. Não há necessidade de proibir certo tipo de sobremesa, desde que haja controle na quantidade.

Também não adianta escolher o arroz integral e comer em quantidade exagerada, por exemplo — afirma Tarissa.

Alimentos ricos em fibras retardam a absorção de carboidratos e ajudam a manter o controle da glicemia.

Por isso, os especialistas recomendam incluir no cardápio verduras, legumes e carboidratos integrais. A hidratação é outro cuidado fundamental nas festas.

—É importante beber pelo menos três copos de água antes de começar qualquer ingestão de bebida alcoólica. — diz o endocrinologista Levimar Rocha Araújo, professor da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

Verduras e Legumes

Ingerir alimentos ricos em fibras ajuda a retardar a absorção de carboidratos Ficar muito tempo sem comer também pode desregular os níveis de glicemia. Portanto, quem mantém a tradição de só servir a ceia de Natal à meia-noite deve ficar atento.

— Uma forma de não ficar muito tempo em jejum é optar por suplementos indicados para pessoas com diabetes. A recomendação é tomá-los algumas horas antes da refeição — indica Patrícia Ruffo, gerente do departamento científico da divisão nutricional da farmacêutica Abbott. Programe-se Antes de chegar a qualquer evento, estabeleça um plano do que você vai comer.

Por exemplo, se você sabe que só haverá aperitivos, selecione aqueles com menos calorias e que não aumentarão sua glicemia, como vegetais e proteínas magras.

Seja cauteloso com molhos que podem adicionar calorias escondidas, sal ou açúcar.

Diminua a velocidade

O cérebro demora cerca de 20 minutos para avisar ao estômago que você está satisfeito. Quando as refeições são consumidas lentamente, as pessoas ingerem significativamente menos calorias do que aquelas que comem rápido.

Para ajudar a diminuir a velocidade ao comer, tente mastigar lentamente.

Não exagere nos sucos

Apesar de muitas frutas serem ricas em proteínas e fibras, algumas também são carregadas de açúcares, por isso é preciso tomar cuidado com a quantidade.

O recomendável é evitar grandes porções de uva. laranja, manga, melancia e caqui, que são ricas em nutrientes, mas também podem aumentar os níveis glicêmicos

Beba com moderação

A pessoa com diabetes precisa estar atenta ao consumo de álcool: pode beber, mas de forma moderada. O álcool pode causar hipoglicemia ou aumentar rapidamente a taxa de açúcar no sangue

Fique de olho na glicemia

Embora a rotina se altere nesta época do ano, é importante sempre medir as taxas de glicose no sangue antes e depois de comer, controlando a ingestão de gorduras e açúcares para aproveitar as festas de forma saudável e com qualidade.

Data: 20/12/2018
Fonte: Extra