1º Concurso Miss Afro Plus Size acontece em Feira de Santana

As interessadas deverão se apressar, pois as inscrições encerrarão no dia 31 de agosto

Diariamente, pessoas gordas e obesas saem de casa logo cedo e sabem que vão encontrar pela frente desafios de todos os tipos: transporte público, escritórios, restaurantes e outros ambientes que não estão preparados para acomodá-las. Ainda pior, sabem também que vão ser alvo de piadas, julgamentos e ouvir de muita gente que precisam emagrecer. Esse preconceito tem nome. “Gordofobia” é um neologismo para o comportamento de pessoas que julgam alguém inferior, desprezível ou repugnante por ser gordo. Funciona como qualquer outro preconceito baseado em uma característica única, explica o Dr° Adriano Segai, psiquiatra do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Há estudos com universitários em que afirmam preferir se casar com traficantes ou bandidos do que com pessoas gordas, diz o médico. Em um mundo pouco adaptado a corpos gordos e em uma sociedade que institucionaliza o preconceito contra os donos desses corpos, navegar pelo cotidiano traz desafios de diversas naturezas, dos mais simples aos mais complexos.
Inserindo-se de forma ativa na luta contra esse tipo de preconceito, a Associação Cultural Moviafro está realizando a primeira edição do Concurso Miss Afro Plus Size acontece em Feira de Santana.
O “Concurso Miss Afro Plus Size 2019, elegerá a mulher negra e gorda que representará Feira de Santana e sua região no combate a esse tipo de preconceito. Com o objetivo de valorizar a beleza da mulher negra e gorda do município e da sua região, independentemente de padrões, o concurso é voltado para mulheres com manequim a partir de 46 e pretende quebrar tabus além de promover a inclusão dessas mulheres. Segundo os idealizadores do projeto, o certame é diferente de outros do segmento, porque visa não apenas a vitória de uma mulher. “Nossa principal meta é valorizar todas as participantes”. Por isso temos uma programação diferenciada com duração de três meses de preparação e muitas atividades de empoderamento através da conscientização, elevação da autoestima e da auto aceitação com a participação em rodas de conversa com nutricionistas, psicólogos, oficinas de maquiagem, oficinas de passarela e ensaios fotográficos, entre outras ações de afirmação. As inscrições iniciaram em 1 ° de agosto e irão até o dia 31, já no dia 1 ° de setembro será realizado um encontro com todas as candidatas inscritas onde serão apresentados a elas o “Projeto Moviafro” sua coordenação e a proposta do “Miss Afro Plus Size”, além da programação. Segundo o coordenador geral da Associação Cultural Moviafro, Vai Conceição, esse evento não visa fazer apologia á obesidade, mas sim, valorizar a mulher negra e gorda pelo que ela é, pelo que ela produz e pela sua importância na sociedade, além é claro de quebrar os ditos “padrões” que perversamente foram impostos pela sociedade.
As interessadas deverão se apressar, pois segundo Anne Santos, coordenadora operacional do Moviafro as inscrições encerrarão no próximo dia 31 de agosto e não haverá prorrogação, além de que teremos um número limitado de participantes.