Estudo norte-americano comprova eficácia a longo prazo do bypass gástrico

Estudo acompanhou pacientes com obesidade grave e concluiu que o Bypass Gástrico é efetivo para perda de peso e prevenção de diabetes tipo 2.

Um estudo que acompanhou 1156 pacientes com obesidade grave, nos Estados Unidos, durante 12 anos, concluiu que o Bypass Gástrico é efetivo para perda de peso e remissão efetiva e prevenção de diabetes tipo 2, além de melhoria da hipertensão e dos níveis lipídicos. Publicado no “The New England Journal of Medicine “ o estudo foi concluído em 2016, e demonstrou que nos primeiros seis anos, o percentual médio de perda de peso foi de 28%, e ao final de 26,9%.

Dividido entre três grupos – pacientes que se submeteram à cirurgia, os que buscaram, mas acabaram não fazendo o procedimento e um grupo que nem pensou em recorrer à cirurgia bariátrica -, o que obteve melhor resultado foi o grupo que se submeteu ao Bypass Gástrico, inclusive, com relação ao diabetes. A remissão da doença foi observada em 75% dos pacientes em dois anos, 62% aos 6 anos, e 51% em 12 anos.

O estudo realizado na Universidade de Utah, EUA, e acompanhou pacientes entre 18 e 72 anos.

O bypass gástrico é a técnica bariátrica mais realizada no Brasil, pela sua eficácia e segurança. Consiste no grampeamento de parte do estômago e de um desvio do intestino inicial que promovem uma série de alterações fisiológicas que promovem a perda de peso e controle de diversas doenças associadas como o diabetes tipo 2.

Autor: Dr. Ricardo Cohen - Coordenador do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes
Data: 16/11/2017